Pneus

Realize a montagem, desmontagem e balanceamento de seus pneus de kart

Deve-se ter alguns cuidados na hora da compra dos pneus pois este que transmitem a potência do motor ao solo. Importante verificar se a maciez está equilibrada entre os 4 pneus e a medida do diâmetro dos pneus dianteiros tanto quanto a dos traseiros devem ser as mais próximas possíveis.

Ao montar um jogo de pneu deve-se tirar a válvula de pressão para que, ao subir a pressão para "cola-los" não se deformem e esvaziem rapidamente.

 

- Aconselha-se a aquisição de alguns equipamentos de grande utilidade para a montagem e desmontagem de pneus: máquina de desmontar pneus, removedor de válvulas, cinta ou faixa metálica, suporte para balanceamento, sabão neutro para auxiliar na montagem, manômetro, além, naturalmente, do ar comprimido a disposição.

- Tenha especial cuidado com o seu manômetro. Uma ou duas libras a mais ou menos que o desejado influenciam demais no comportamento do kart. Invista em um bom manômetro e evite quedas ou mau uso para que ele mantenha-se em perfeitas condições de uso.

OBS: após um treino ou corrida esvazie completamente os pneus, para evitar a deformação em função do aquecimento da borracha. Isso é particularmente importante em torneios onde o mesmo jogo de pneu é utilizado em mais de uma bateria.

Calibragem

- Pistas com pouco "grip", ou seja, pouco emborrachadas, costumam exigir uma calibragem mais alta. Considere inicialmente uma pressão entre 13 e 15 PSI (pneu quente).

- Já em circuitos muito emborrachados, situação que costuma acontecer nos dias de corridas importantes, com muitos karts na pista, é aconselhável utilizar uma calibragem mais baixa (10 a 13 PSI, com pneus quentes).

- Mudanças na temperatura atmosférica influenciam no comportamento do kart na pista.

- Pneus de composto mais macio podem exigir uma calibragem mais baixa do que pneus de composto mais duro.

Segurança

- Somente pessoas treinadas devem realizar a montagem dos pneus, utilizando equipamento de segurança (óculos) e observando as precauções necessárias.

- Nunca encha o pneu além da pressão máxima sugerida pelo fabricante. Se você tiver dificuldades na montagem de um pneu, desmonte-o e repita o processo, observando se não há nenhum problema com a roda.

- Nunca fique próximo a uma roda durante o processo de enchimento. Em caso de explosão, pedaços da roda podem causar ferimentos.

- Certifique-se que os pneus estão devidamente montados na roda após o enchimento, verificando se não há vazamentos. Isso pode ser feito com sabão neutro, para observar a ocorrência de bolhas de ar, especialmente em volta da válvula.

- Antes de uma prova, cheque se o pneu não apresenta nenhum corte, furo ou anomalia na borracha, especialmente em tratando-se de um pneu já utilizado em uma corrida anterior.

Desmontagem
Para esvaziar completamente o pneu você pode remover a válvula, que está no interior do ventil, utilizando um desmonta-válvula, pequeno e útil equipamento, no qual a ponta apresenta um encaixe que vai preso na válvula.

Também é possível tirar o ar interno simplesmente apertando a válvula, considerando a quantidade de ar no interior, mas é mais demorado.

Em algumas rodas, sobretudo as de magnésio, usadas nas competições importantes, na proximidade da borda externa, na posição radial de 120°, existem três parafusos fixos com a função antidescolante. Estes parafusos são quase indispensáveis nos casos de velocidades elevadas em percursos de curva e baixas pressões de enchimento. Sem eles pode ocorrer a deformidade da lateral do pneu com o risco de se separar o talão da roda.

É necessário desparafusar quase completamente, tencionado para não fazer protuberâncias no interior do canal da roda, a fim de não criar obstáculos para a descolagem do pneu. Logo após, posicionar a espátula da máquina sobre a lateral do pneu, perto da banda da roda e pressionar a mesma em diversos pontos até destacar o talão do pneu da borda da roda. Depois de desvirar a roda na máquina de desmontar, repetir a operação, sempre prestando atenção para não amassar as bordas da roda.

Comprime-se a banda de rodagem para a parte externa, procurando virar do avesso as costas do pneu para o interno até a metade da circunferência (fig. 1), com uma mão, segurar a roda e dobrar o pneu na parte de cima. Com a outra mão, forçar a roda para dentro do pneu (fig. 2). Logo após, gire o pneu e force a roda para fora (fig. 3), usando, se necessário, sabão sobre o talão.


Montagem
As operações para a montagem praticamente se sucedem de modo contrário em relação à desmontagem.

Para remontar o pneu, é útil ensaboar ligeiramente os talões com um pincel passado no sabão úmido. Não usar outros produtos como lubrificantes ou graxas.

Antes de iniciar a montagem, é necessário observar o lado de rotação do pneu para colocar a roda pela parte correta.

Posiciona-se o pneu com o sentido de rotação correto para o alto e se coloca a parte interna da roda, apertando, fazendo girar e deixando parado o pneu (fig. 4).

Chegando a este ponto, falta colocar o lado interno do pneu. Dobrar a parte interna do pneu, forçando-o para dentro (fig. 5). Coloque a roda com a parte interna para cima, segure a roda e o pneu com uma mão e com a outra force o pneu para dentro (fig. 6).

Para entalonar o pneu na roda, colocar a mesma em posição de marcha e encher a uma pressão maior que a de exercício, 42 a 56 PSI, no máximo, para permitir um rápido enchimento. É útil retirar a válvula (se não foi feito antes) para que após o entalonamento do pneu na roda o ar saia rapidamente, evitando-se assim uma deformação da estrutura do pneu.

A parte central da banda de rodagem, que sob pressão pode criar uma deformação, é enrolada com a faixa metálica, que possui um sistema de fechamento; ou com a cinta bem fechada, para evitar o rompimento do tecido e facilitar a aproximação dos talões à borda.

Esta é uma fase muito delicada, pelo risco, não remoto, de explosão da roda.

Algumas empresas preparam embalagens de segurança nas quais se coloca a roda em fase de enchimento por alta pressão, sendo capazes de conter os fragmentos de uma possível e indesejável explosão.

Em qualquer situação, é indispensável proteger-se com óculos de plástico do tipo segurança e manter o rosto o mais afastado possível da roda. Quando o pneu estiver entalonado na roda, recolocar a válvula do enchimento e posteriormente calibrar o pneu com a pressão prevista conforme o tipo de borracha e as condições da pista.

Balanceamento
O balanceamento do conjunto roda/pneu é um ponto fundamental para se obter o melhor rendimento do seu kart. Rodas desbalanceadas provocam vibrações, desconforto na pilotagem, desgaste excessivo dos pneus e queda de rendimento.

O balanceamento de uma roda de kart é do tipo estático, com o kart sobre um cavalete, sem a utilização de máquina balanceadora. As rodas dianteiras podem ser balanceadas no próprio kart, enquanto as traseiras exigem um suporte para balanceamento.

O balanceamento ideal depende do equilíbrio do peso no conjunto, o que pode ser observado quando, após várias rotações, a roda pára sempre em posições diferentes. Utilize chumbo para balanceamento desengraxando bem a roda antes da fixação definitiva.

Veja abaixo o filme demonstrativo e faça na prática a montagem e desmontagem de seus pneus!


TV KartOnline
Propaganda

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Compartilhe essa pgina:
indique | comente | erros? | a+  a- | rss |  twitter | Bookmark and Share

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia tambm:

  1. Realize a montagem, desmontagem e balanceamento de seus pneus de kart
  2. MG Pneus foi novamente a escolhida pela totalidade dos pilotos no Pan

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Links Patrocinados


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Propaganda -